A tal da corrupção (e o jeitinho brasileiro)


Todo brasileiro já está cansado da corrupção na política. E muitos brasileiros dizem ter o "jeitinho brasileiro". É, aquele de "achado não é roubado", por exemplo. Só que se você achar uma carteira cheia de dinheiro e ter a possibilidade de devolvê-la ao dono e não devolver, é um roubo (errata: na verdade, é furto) sim. Hoje, trago um problema enraizado no nosso país. Não é só a política que está praticando ativamente a corrupção  mas o povo também. E isso não é de hoje... Já é de muito tempo!
Corrupção: s.f. Ação ou efeito de corromper, de fazer degenerar; depravação. Ação de seduzir por dinheiro, presentes etc., levando alguém a afastar-se da retidão; suborno.
Quem já teve a oportunidade de estudar a história do Brasil, sabe muito bem como começou a nossa República. "E como foi?". Do mesmo jeito de hoje: bem corrupta. É triste, mas é verdade. Eu bem que me lembro o quanto fiquei desanimada quando o meu professor citou o fato. O que será que o povo brasileiro faz de tão errado para o seus governantes continuarem assim? Essa é a pergunta que não quer calar. 

Eu, em minha humilde opinião  acredito em dois pontos: o povo também é corrupto e/ou acredita que política não deve ser levada a sério. E vamos ser sinceros, aqui no Brasil temos dos três tipos. O pior, é se também for corrupto e não ligar para a política. Sabemos que roubar é errado, mas será que levamos isso ao pé da letra? É esse jeitinho brasileiro que me incomoda, tudo começa por aí. A não ser, que o dito(a) cujo(a) já fosse realmente um ladrão antes.

"Mas Ana, o que tem de tão errado no jeitinho brasileiro?". Pois eu o compreendo como um tipo de ação que sempre visa o benefício próprio (ou seja, daquele que o pratica) podendo ou não prejudicar terceiros, e muitas vezes para isso, são usados métodos como o engano, por exemplo. E muitos veem isso como algo absolutamente normal! Mas como assim? É certo enganar ao outro para sair ganhando? E a honestidade, aonde fica? E muitas vezes, são pessoas como eles que elegemos. Pois quem rouba ou engana alguém na rua, vai continuar fazendo isso, não importa em que local esteja. 

Quando furamos fila, quando negamos um assento a uma grávida ou a um idoso, quando levamos o troco a mais, quando estacionamos em um local proibido, entre muitos outros. Todos esses casos citados, incluindo a política, a essência é a mesma: passar por cima da lei, e passar a ter privilégios e benefícios. Esse "jeitinho brasileiro" super malandro de ser, é sim, egoísta e corrupto. É um câncer em nosso país. Sabiam que em muitos postos, faltam remédios pois os funcionários os roubam? Pois é! Assim como nas escolas públicas, que os diretores roubam as verbas e os professores não vão dar aulas! E depois? O óbvio: os políticos serão da mesma forma!

Então é isso gente, não vamos ser iguais ao que tanto criticamos. Fazendo isso, vamos ter um efeito rápido, porém, um efeito muito negativo a longo prazo. Mas se agirmos honestamente, podemos não ser beneficiados na hora, mas depois, ele chegará! Outro problema, além do egoísmo, é o imediatismo. Queremos na  hora, não importa  o quê! Só que um país não funciona assim. Então, o que vai ser? Até o próximo post! ;)

Ana Débora

4 comentários:

  1. OOi Ameii muiito seu blog, é lindoo *--*, estou ti seguindo \o retribue? por favor, vou ficar honrada e muiiito alegre ^^ ficarei lá ti esperando ^^
    ‎(\_/)
    (^.^)*

    http://inspires7.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada flor :3
      Beijos! E seja bem vinda! :D

      Excluir
  2. Nossa, eu concordo com tudo o que você disse. É muito triste o fato de a República ter começado corrupta. Compreendo também o seu ponto de vista sobre o jeitinho brasileiro. Adorei a postagem!

    Explodindo Glitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... É um problema com uma história longa kkkk /temquerirparanãochorar
      Obrigada Aline! :DD

      Excluir

Obrigada pela visita e obrigada por comentar.
Comenta com carinho. *3* hahaha